nsc
    dc

    ENQUANTO SE RECUPERA

    Filha de PM baleado em assalto em Criciúma ganhará de familiares presente prometido pelo pai

    Jeferson Esmeraldino segue hospitalizado, com episódios de febre, e corre risco de sofrer danos cerebrais

    24/12/2020 - 09h00

    Compartilhe

    Clarissa
    Por Clarissa Battistella
    Jeferson Luiz Esmeraldino, de 32 anos
    Jeferson Luiz Esmeraldino, de 32 anos
    (Foto: )

    O presente de Natal prometido a filha de 5 anos pelo policial militar Jeferson Luiz Esmeraldino, de 32 anos, antes de ser baleado com um tiro de fuzil no assalto a banco em Criciúma, será entregue na data esperada, mas não pelo pai. Hospitalizado há 24 dias, o soldado segue internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São João Batista sem previsão de alta. 

    > "Um policial fora da curva e um pai exemplar", diz colega sobre PM baleado em assalto em Criciúma

    O patins esperado pela menina, será entregue por familiares de Esmeraldino, com ajuda de um amigo. O que não será substituído nesta data comemorativa, no entanto, é o abraço do pai, aguardado desde que o soldado deu entrada no hospital:

    - Não tem acesso (ao pai). Por conta do coronavírus, a UTI não recebe visitas, mas ela sabe que o pai está hospitalizado - diz o amigo, que preferiu não se identificar.

    Segundo o boletim divulgado pela Polícia Militar na tarde de quarta-feira (23), Esmeraldino ainda apresenta picos de febre, mas não está sedado e respira sem ajuda de aparelhos. Na mesma nota, a instituição diz que "é bem provável algum dano neurológico futuro", mas afirma que ainda é difícil estimar a extensão.

    > Casal maltratou a própria cachorra de estimação antes de sequestrar menina em Palhoça

    Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

    - Esse (o dano neurológico) é o medo maior. Ele vai ter que ir retomando todos os sentidos novamente aos poucos. Mas tudo vai dar certo - conclui o amigo, confiante na recuperação de Esmeraldino.

    Relembre

    O militar foi atingido no abdômen em um confronto com o comboio que havia atacado a sede do 9º Batalhão da Polícia Militar de Criciúma durante o assalto quase cinematográfico que abalou o estado catarinense no início deste mês. 

    A viatura que Esmeraldino estava seguia até a agência bancária para averiguar um disparo de alarme, quando soube do ataque ao quartel e retornou. Os policiais se depararam com o comboio dos criminosos. Havia cinco PMs no confronto com a quadrilha e um deles, Esmeraldino, foi atingido. 

    > Presos por invadir casa em Florianópolis são estrangeiros e especialistas em furtos, diz polícia

    Ao menos um bandido também se feriu no embate. A perícia suspeita que até dois criminosos tenham sido atingidos na troca de tiros, mas aguardam resultado dos exames para confirmar.

    O policial realizou três cirurgias no abdômen. Natural de Tubarão, o PM atua na 3ª Companhia na área do 9º BPM, e entrou para a corporação em 2016.

    Leia também

    Assalto em Criciúma: 14 suspeitos já foram presos, confirma polícia

    Vídeo: Rádio de Criciúma recebe ameaças e interrompe transmissão de assalto

    Polícia prende pessoas que recolheram dinheiro do assalto nas ruas de Criciúma

    Assalto em Criciúma relembra a onda de crimes no Vale do Itajaí em 2019

    Opinião: assalto exige uma resposta rápida das forças de segurança

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Polícia

    Colunistas