nsc
hora_de_sc

Cartão-postal

Ponte Hercílio Luz completa 95 anos; relembre a história da maior ponte suspensa do Brasil

Com quase um século, estrutura que já passou por diversas fases e reinaugurações é hoje um dos principais pontos turísticos de Santa Catarina

13/05/2021 - 04h00 - Atualizada em: 13/05/2021 - 07h59

Compartilhe

Brenda
Por Brenda Bittencourt
Ponte Hercílio Luz foi inaugurada em maio de 1926
Ponte Hercílio Luz foi inaugurada em maio de 1926
(Foto: )

A Ponte Hercílio Luz, que liga a parte continental a Ilha de Florianópolis, na Capital de Santa Catarina, completa 95 anos de construção e história nesta quinta-feira (13). A Velha Senhora também é conhecida por ser a maior ponte suspensa do Brasil, com 821 metros de comprimento, 74 metros de altura e cerca de 5 mil toneladas de aço.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

A estrutura composta por aço foi inaugurada no dia 13 de maio de 1926, no entanto a construção iniciou quatro anos antes, no governo de Hercílio Luz, em novembro de 1922 e estava a cargo do engenheiro David Steinman.

O objetivo da construção era substituir as balsas que levavam as pessoas de São José, no continente, para a então Ilha de Florianópolis. Após a inauguração, a ponte foi a única ligação ente os locais por 23 anos, quando uma nova ponte foi construída.

Interdições e trinca de 5 centímetros

Em 1982, sete anos depois da construção de uma nova estrutura rodoviária, a Ponte Hercílio Luz foi interditada após inspeções de segurança que comprometiam a estrutura. A perícia feita no local encontrou uma trinca de 5 centímetros no olhal de uma das barras da ponte.

> Documentário "Em Obras" estreia no aniversário da Ponte Hercílio Luz

Em 1988 foi reaberta apenas para pedestres, motociclista, ciclistas e veículos de tração animal, mas foi interditada novamente três anos depois, pois a estrutura estava comprometida. O que já havia sido o principal meio de acessar a Ilha de Florianópolis ficou fechada por 28 anos.

> Quem foi Hercílio Luz, o governador que assinou mas não viu a ponte ficar pronta

Patrimônio histórico e cultural

A quase centenária Ponte Hercílio Luz, além de ganhar o título de maior ponte suspensa do país, também recebeu outros selos de reconhecimento. Em agosto de 1922 foi tombada como patrimônio histórico, artístico e arquitetônico da cidade de Florianópolis.

> Veja como foi o teste de carga que colocou 48 toneladas em cima da Ponte Hercílio Luz

Cinco anos depois, em 1997, no dia em que completou 71 anos, recebeu homologação do governo estadual para reconhecer a estrutura como patrimônio cultural de Santa Catarina e, no ano seguinte, em 1998, foi reconhecida como patrimônio cultural brasileiro, em 5 de agosto.

Foram os tombamentos os responsáveis pela sobrevivência da ponte às ideias de demolição. No entanto, a restauração e reabertura dela causou diversas polêmicas por anos.

Restauração e reinauguração

A polêmica de restauração e reinauguração do principal cartão-postal da cidade perdurou por anos. Após uma parceria entre o governo federal e estadual, em 2005, o projeto de obras para reformar o local teve início, no entanto, o prazo de entrega extrapolou.

Restauração da Ponte Hercílio Luz durou mais de 30 anos
Restauração da Ponte Hercílio Luz durou mais de 30 anos
(Foto: )

O que deveria ser feito em maio de 2012, no aniversário de 86 anos da Velha Senhora, foi ter conclusão efetiva apenas em 2019, quando o local foi reaberto para pedestres e ciclistas, no dia 30 de dezembro, quando cerca de 200 mil pessoas (segundo a organização) foram até o local prestigiar o acontecimento. Foi só em 2020 que carros puderam finalmente voltar a trafegar na rodovia, após 36 anos.

O atraso na entrega da obra teve inúmeros motivos, verbas, trocas de governo e embates políticos. Além de um grande impacto na economia estadual.

 Uma CPI da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) chegou a ser instaurada e apontou que, desde a década de 1980, foram gastos por volta de R$ 688 milhões, em cerca de 30 contratos e aditivos tanto para manutenção quanto para reforma da ponte. Somente o projeto de restauração e reabilitação tinha a previsão de custar mais de R$ 486 milhões, conforme dados do governo do estado.

> Como a Ponte Hercílio Luz impactou a história da economia e da sociedade catarinense

Curiosidades sobre a Ponte Hercílio Luz

Ponte importada

O projeto da Velha Senhora é de autoria de dois engenheiros norte-americanos e todo o material nela empregado foi trazido dos Estados Unidos. O valor gasto na construção da estrutura até 1926 foi de aproximadamente cinco milhões de dólares. Para conseguir pagar, o governo de SC fez empréstimos junto a bancos estrangeiros, que só terminaram de ser pagos em 1978, mais de 50 anos após a inauguração da ponte.

> Relatório final da CPI da Hercílio Luz traz 26 pessoas como indiciadas e R$ 684 mi em gastos

Ponte em miniatura

Em outubro de 1924, dois anos antes da conclusão da construção, Hercílio Luz inaugurou simbolicamente a ponte, atravessando uma passarela pênsil de 18 metros de comprimento no centro da cidade. A estrutura era uma réplica da passarela da ponte e foi construída em miniatura, com escala 50 vezes menor que a original.

> FOTOS: Confira imagens antigas da Ponte Hercílio Luz, cartão-postal de Santa Catarina

Irmãs gêmeas

Além da Hercílio Luz, existiam apenas outras duas pontes do mesmo modelo no mundo, ambas nos Estados Unidos. A Silver Bridge que desabou em 1967 causando a morte de 46 pessoas, e a Fort Steuben Bridge que foi demolida em 2012 após apresentar problemas estruturais.

> Confira mais 7 curiosdades sobrea Ponte Hercílio Luz

A Ponte Hercílio Luz Balança?

Colunistas