nsc
nsc

FICOU PARA O PRÓXIMO ANO

Passagem de ônibus de Blumenau não vai mais aumentar em 2021

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
30/11/2021 - 10h33
Novo reajuste na tarifa só será aplicado no ano que vem
Novo reajuste na tarifa só será aplicado no ano que vem (Foto: Patrick Rodrigues, BD)

A passagem de ônibus em Blumenau não voltará a subir em 2021. O contrato de concessão firmado entre prefeitura e Blumob prevê um reajuste anual sempre no dia 1º de dezembro. Em um cenário normal, portanto, a revisão estaria concluída e pronta para ser divulgada nesta semana. Mas novo aumento ficará para 2022, em data a ser definida. Bom para o usuário, que seguirá pagando R$ 4,50 (no cartão) ou R$ 4,70 (em dinheiro na catraca).

> Receba notícias de Blumenau e do Vale pelo WhatsApp

A postergação, a exemplo do que aconteceu no ano passado, tem a pandemia como pano de fundo. Desta vez, há também outros fatores envolvidos. Segundo a Agência Intermunicipal de Regulação do Médio Vale do Itajaí (Agir), o reajuste não será aplicado em dezembro em razão do pedido de revisão tarifária extraordinária (RTE) feita pela Blumob, que ainda está em fase de coleta de informações.

Em agosto, a empresa enviou à agência um ofício solicitando a RTE com vistas a um “reequilíbrio tarifário”. A revisão extraordinária está prevista no edital de licitação em casos atípicos. A relação inclui, por exemplo, uma variação superior a 10% na demanda de passageiros em um período consolidado de um ano – o que aconteceu em Blumenau.

Outra justificativa para a não aplicação do aumento a partir de dezembro de 2021 é o fato de já ter havido um reajuste em fevereiro deste ano, quando a passagem subiu de R$ 4,28 para R$ 4,50, no caso da compra antecipada em cartão. Na ocasião, o aumento levou em conta a variação da inflação, medida pelo INPC, acumulada entre novembro de 2019 e outubro de 2020.

Segundo a Agir, há impedimento de promover dois reajustes tarifários em um período inferior a 12 meses. Por essa lógica, novo aumento só poderia ser aplicado a partir de fevereiro de 2022. A agência também explicou à coluna que a decisão leva em conta “a necessidade de continuar a aplicação da modicidade tarifária” frente a atual fase da economia.

Receba notícias e análises do colunista Pedro Machado sobre economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região pelo WhatsApp ou Telegram

Leia também

Fecomércio-SC abre disputa pela presidência após abalo da Operação Mercúrio

Caso de racismo volta a agitar bastidores do setor cervejeiro no Brasil

Licitação do Mercado Público de Blumenau termina sem propostas

Blumenau e Florianópolis sobem e Joinville cai em ranking de cidades com serviços inteligentes

Britânia planeja investir R$ 130 milhões em nova fábrica de eletrodomésticos em SC​

Empresa gaúcha de refrigerantes abre novo centro de distribuição em Blumenau​​

Segunda maior casa enxaimel de Blumenau vai ganhar anexo para ser concedida à iniciativa privada

Malwee reforça na COP-26 o papel de protagonista no debate ambiental na indústria​​

Natal em Blumenau tem potencial para ser a Oktoberfest de novembro e dezembro

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas