nsc
    hora_de_sc

    Expectativa

    Estado promete para fevereiro nova proposta sobre uso do transporte marítimo em SC

    Em entrevista à NSC TV, o secretário de Estado da Infraestrutura disse que até 2022 o projeto estará pronto para implantação

    13/01/2021 - 09h39 - Atualizada em: 13/01/2021 - 16h27

    Compartilhe

    Fernanda
    Por Fernanda Mueller
    Desde 2010, várias propostas e diferentes orçamentos já foram apresentados para o transporte marítimo
    Desde 2010, várias propostas e diferentes orçamentos já foram apresentados para o transporte marítimo
    (Foto: )

    O governo do Estado prevê para fevereiro o lançamento de uma proposta de utilização do transporte marítimo na Grande Florianópolis. A informação foi repassada pelo secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira, em entrevista à NSC TV na manhã desta quarta-feira (13).

    > Marina da Beira-Mar Norte terá estrutura para transporte marítimo, segundo construtora

    Conforme o secretário, através de uma parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o governo está consolidando detalhes que não haviam ficado claros em outros projetos. Desde 2010, várias propostas e diferentes orçamentos já foram apresentados, mas nunca saíram do papel.  

    — Em 2021, nós teremos um esforço todo concentrado para o transporte aquaviário, para que possamos dar passos firmes na implantação do processo de concessão. No próximo mês, já teremos informações por parte do governador do Estado. O estudo está bem consolidado e passamos agora para uma proposta inicial que vai envolver todos os municípios, para tirar isso do papel e se tornar realidade — declarou o secretário. 

    Em outubro de 2020, a Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade havia anunciado um estudo com cinco rotas de transporte marítimo em Florianópolis, com ligações do Sul ao Norte da Ilha. 

    > Governo de SC publica regras para transporte intermunicipal e interestadual

    A análise incluiu as travessias entre Tijuquinhas (Biguaçu) e Canasvieiras; Centro de Biguaçu e o bairro Santo Antônio de Lisboa; São José e a região central de Florianópolis; Palhoça e o bairro Tapera; e a Beira Mar de São José com a Beira Mar Norte da Capital. 

    Segundo o secretário, essa é uma das prioridades do governo, que pretende ter um projeto pronto para implantação até 2022: 

    — Não dá pra admitir que a ilha de Santa Catarina, que tem seu potencial turístico, econômico e é a capital do Estado, não tenha transporte aquaviário. Estamos caminhando em passos largos. 

    > Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

    A utopia do transporte marítimo em SC 

    O primeiro estudo sobre o transporte marítimo em Florianópolis, realizado em 2010, estava preso em uma série de licenças ambientais e de uso de áreas costeiras.  

    No projeto mais recente, o Departamento de Transportes e Terminais (Deter) chegou a anunciar a operação de dois catamarãs, com capacidade para 200 passageiros cada, ligando São José a Florianópolis. Até o preço da passagem chegou a ser anunciado: R$ 9. 

    A operação começaria a funcionar a partir de dezembro de 2018, depois adiada para fevereiro de 2019, mas nunca foi implantada. A inviabilização do projeto foi atribuída aos altos custos e à falta de licenças. 

    Leia também

    Crise provocada pela pandemia fecha 12% das empresas de transporte de passageiros em SC

    Florianópolis e Balneário Camboriú puxam aumento de casos ativos de coronavírus no Litoral de SC

    Motorista em SC teme pegar Covid-19 em bafômetro de blitz da lei seca

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas