nsc
dc

Resumo do dia

SC em 5 minutos: uso do orçamento secreto por senadores catarinenses e megaoperação contra o jogo do bicho

Confira as principais notícias desta quinta-feira (12); acompanhe também o podcast SC em 5 minutos

12/05/2022 - 19h32

Compartilhe

João
Por João Scheller
Senadores Jorginho Mello e Espiridião Amin e carro apreendido durante operação da polícia contra jogo do bicho
Senadores catarinenses usaram emendas do orçamento secreto e operação mira prática do jogo do bicho em SC
(Foto: )

O resumo de notícias desta quinta-feira (12) traz informações sobre o uso de emendas do orçamento secreto por dois senadores catarinenses, a megaoperação de combate ao jogo do bicho em SC e o projeto de uma cidade catarinense que quer proibir a venda de bebidas alcoólicas para pessoas embriagadas.

Se você preferir, ouça o podcast SC em 5 minutos para ficar por dentro das principais informações do dia. Os episódios estão disponíveis no Spotify e também no YouTube.​

  • Dois senadores de SC usaram mais de R$ 100 milhões em emendas do orçamento secreto
  • Megaoperação contra o jogo do bicho em SC sequestra imóveis milionários em Florianópolis
  • Ursinhos de pelúcia motivam operação contra pirataria em SC e revelam esquema milionário
  • 'Don Juan' catarinense conquistava mulheres de meia-idade para roubar dinheiro, diz polícia
  • Por que cidade de SC quer proibir venda de bebidas alcoólicas para quem estiver embriagado
  • Empresários de SC sobem o tom em nota de repúdio contra o DNIT

> Receba notícias de Santa Catarina via Telegram

Ouça o podcast

Senadores de SC usaram mais de R$ 100 milhões do orçamento secreto

Os senadores Jorginho Mello (PL) e Esperidião Amin (PP) destinaram mais de R$ 100 milhões em emendas do chamado orçamento secreto (RP-9), entre os anos de 2020 e 2021. Jorginho Mello foi quem mais fez uso da modalidade, com mais R$ 64 milhões destinados dos ministérios da Agricultura, Desenvolvimento Regional, e Saúde. Já Amin destinou mais de R$ 36 milhões, que vieram totalmente do Ministério da Saúde.

As informações sobre as emendas RP-9 estão em um ofício enviado pelo Senado ao Supremo Tribunal Federal (STF), que solicitou o relatório de distribuição do orçamento secreto ao Congresso Nacional.

> Dois senadores de SC usaram mais de R$ 100 milhões em emendas do orçamento secreto

Megaoperação contra o jogo do bicho em SC

Uma megaoperação contra o jogo do bicho cumpriu nove mandados de busca e apreensão em Santa Catarina na manhã desta quinta-feira, sequestrando cerca de R$ 20 milhões em bens adquiridos através da prática ilegal.

Segundo o delegado que faz parte da operação, trata-se da maior operação da história do Estado contra o crime de jogo no bicho, quando se fala em volume de bens bloqueados e indisponibilizados.

Entre as apreensões estão imóveis de luxo localizados em Florianópolis, onde se concentrou o cumprimento dos mandados. A ação policial mirou 18 imóveis, 19 veículos e uma empresa que, segundo a polícia, era utilizada para lavar dinheiro do jogo do bicho.

> Megaoperação contra o jogo do bicho em SC sequestra imóveis milionários em Florianópolis

Ursinhos de pelúcia levam à operação contra pirataria

Em 2020, bonecos de pelúcia importados da China e vendidos em São Paulo foram apreendidos pela polícia e motivaram o início das investigações sobre o contrabando de mercadorias falsificadas. Cerca de dois anos depois, nesta quinta, a Polícia Federal em Santa Catarina deflagrou a operação “Fake Toys” cumprindo mandados e apeensão em Dionísio Cerqueira, no Oeste do Estado, em Itajaí, no Vale, e em Curitiba (PR).

Segundo a PF, a empresa com sede em Dionísio Cerqueira havia feito diversas importações de mercadorias chinesas que, apesar de serem falsificadas, entravam no Brasil com certificação de autenticidade, emitido por uma empresa com sede em Itajaí.

> Ursinhos de pelúcia motivam operação contra pirataria em SC e revelam esquema milionário

'Don Juan' catarinense é acusado de seduzir e roubar dinheiro de mulheres

Um homem de 27 anos foi preso preventivamente nesta semana em Bombinhas, no Litoral Norte catarinense, acusado de estelionato contra diferentes mulheres. Conforme o delegado responsável, o jovem é suspeito de lesão corporal, ameaça, descumprimento de medidas protetivas de urgência, estelionato e de se apropriar de rendimentos de idosos. Foram ao menos oito vítimas moradoras de Balneário Camboriú, Porto Belo e Camboriú.

> 'Don Juan' catarinense conquistava mulheres de meia-idade para roubar dinheiro, diz polícia

Cidade de SC quer proibir venda de bebidas alcoólicas para embriagados

O município de Balneário Piçarras quer proibir a venda de bebidas alcoólicas para quem estiver embriagado, com previsão de multa e interdição em caso de descumprimento. Essa é a proposta do projeto enviado pela prefeitura no início de maio para a Câmara de Vereadores da cidade.

A proposta foi lida em plenário nesta quinta e segue para análise de comissões da casa. O principal objetivo da proposta, conforme a prefeitura, é a prevenção de ações "delituosas" com relação com o "consumo excessivo de bebidas alcoólicas em vias públicas".

> Por que cidade de SC quer proibir venda de bebidas alcoólicas para quem estiver embriagado

Empresários de SC fazem nota de repúdio contra o DNIT

Doze associações empresariais do Vale do Itajaí e mais uma dezena de entidades do Alto Vale divulgaram uma nota de repúdio contra a direção-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

A ação vem após a visita de uma comitiva do órgão vinda de Brasília. Ela visitou os quatro lotes da duplicação da BR-470, mas não trouxe novidades a pontos críticos da rodovia. ​O texto diz que "nem os dirigentes do DNIT de Brasília se arriscam a trafegar pela BR-470" no trecho do Alto Vale e questiona o baixo investimento do governo federal na duplicação em 2022.

> Empresários de SC sobem o tom em nota de repúdio contra o DNIT

Boa notícia do dia

Uma vaquinha promovida por moradores da praia do Santinho, em Florianópolis, substituiu uma estátua que imita o Cristo Redentor, após a imagem ficar quatro anos sem as mãos e a cabeça. Em dois dias de arrecadação, o grupo conseguiu o valor necessário para a ação.

Estátua antes, sem a cabeça e os braços, e depois, restaurada
Imagem fica no morro que divide as praias dos Ingleses e do Santinho, em Florianópolis
(Foto: )

> Estátua "decapitada" em Florianópolis é substituída após mobilização de moradores

Vídeo do dia

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), até 3 de maio, cerca de 230 casos da chamada “hepatite misteriosa” foram registrados em todo o mundo. Crianças e adolescentes com 16 anos ou menos são os principais afetados e o primeiro caso suspeito em SC já foi confirmado.

No DC Explica desta semana, trazemos o que já se sabe sobre a nova doença.

Leia também

SC tem alto número de casos de gripe fora de época

SC tem o quarto melhor hotel de luxo da América do Sul, segundo o TripAdvisor

Procon de Florianópolis autua Caixa por cobrar 12 vezes mais em apostas pelo site

Colunistas