nsc
hora_de_sc

Mudanças climáticas

Aquecimento global: causas do efeito estufa

Novo Relatório do Clima da ONU quantifica como as ações do homem influenciam no aumento da temperatura no planeta

11/08/2021 - 13h31

Compartilhe

Por Redação NSC
A intensificação do efeito estufa é uma das causas do aquecimento global
A intensificação do efeito estufa é uma das causas do aquecimento global
(Foto: )

Aquecimento global é o fenômeno de aumento da temperatura média do ar próximo à superfície da Terra nos últimos séculos. O chamado "efeito estufa" é uma das causas do superaquecimento terrestre.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Desde meados do século 20, cientistas vêm reunindo dados sobre vários fenômenos climáticos, como temperaturas, tempestades e precipitações, e de influências que têm relação com o clima, como a composição química da atmosfera. Esses dados apontaram que o clima da Terra sofreu mudanças em quase todas as escalas de tempo desde o início do tempo geológico e que a influência dos humanos está profundamente ligada às mudanças climáticas.

Causas do aquecimento global

Desde a Revolução Industrial, a temperatura global anual aumentou um pouco mais de 1 grau Celsius, no total. Entre 1880 e 1980, o aumento foi de 0,07 graus Celsius, em média, a cada 10 anos. Porém, desde 1981, a taxa de aumento mais que duplicou: a temperatura global anual aumentou em 0,18 graus Celsius por década, nos últimos 40 anos.

Vejamos algumas das principais causas do aquecimento global.

Queima de combustível fóssil

Quando combustíveis fósseis, como carvão e gás, são usados para criar eletricidade ou alimentar os automóveis, acontece a liberação de poluição de CO2 na atmosfera.

Liberação de CO2 na atmosfera
Liberação de CO2 na atmosfera
(Foto: )

> Medalhas de ouro não são de ouro? Do que são feitas as medalhas das Olimpíadas 2020

Desmatamento

As plantas e as árvores têm um papel fundamental na regulação do clima porque absorvem o dióxido de carbono do ar e liberam oxigênio de volta para ele. Florestas e matas agem como sequestradores de carbono – absorvem mais carbono da atmosfera do que liberam - e são uma forma de manter o aquecimento global em 1,5 ° C.

Conforme as pessoas desmatam grandes áreas de vegetação em todo o mundo para o desenvolvimento urbano, agrícola e de infraestrutura, ou para vender produtos florestais, como madeira e óleo de palma, a vegetação é queimada ou removida, e o carbono armazenado é liberado de volta para a atmosfera como CO2, contribuindo para o aquecimento global.

As árvores ajudam a regular o clima
As árvores ajudam a regular o clima
(Foto: )

Exploração de petróleo

A queima da indústria de perfuração de petróleo impacta no dióxido de carbono liberado na atmosfera. A recuperação, processamento e distribuição de combustíveis fósseis são responsáveis por cerca de 8% do dióxido de carbono e 30% da poluição por metano.

> Vulto: conheça o significado e saiba como lidar com as aparições

Uso de fertilizantes

O uso de fertilizantes ricos em nitrogênio promove o aumento da quantidade de calor que as terras para cultivo podem estocar. Os óxidos de nitrogênio podem manter até 300 vezes mais calor do que o dióxido de carbono, e 62% do óxido nitroso liberado é proveniente de subprodutos agrícolas.

Efeito estufa: o que é e quais são os efeitos

Todos sabemos que a ação dos homens está causando um aumento na temperatura global, e o principal causador das mudanças climáticas é o efeito estufa, um processo natural que aquece a superfície da Terra.

Quando a energia do Sol atinge a atmosfera da Terra, uma parte reflete de volta para o espaço. O restante é absorvido e irradiado, mais uma vez, por gases de efeito estufa.

O efeito estufa é o principal causador das mudanças climáticas
O efeito estufa é o principal causador das mudanças climáticas
(Foto: )

Os gases de efeito estufa incluem ozônio, vapor d'água, metano, dióxido de carbono, óxido nitroso e alguns produtos químicos artificiais, como clorofluorcarbonos (CFCs).

A energia absorvida aquece a superfície e a atmosfera da Terra, mantendo a temperatura do planeta em cerca de 33 graus Celsius mais quente do que seria de outra forma, permitindo o desenvolvimento da vida.

Alguns gases na atmosfera terrestre agem um pouco como o vidro de uma estufa, prendendo o calor do sol e impedindo que ele retorne para o espaço e cause o aquecimento global.

> Peixe com dentes humanos: veja fotos e conheça a espécie inusitada

Muitos desses gases de efeito estufa ocorrem naturalmente, mas a ação humana está aumentando as concentrações de alguns deles na atmosfera.

Com isso, o efeito estufa se tornou um risco à nossa sobrevivência, tendo como consequência eventos como inundação de cidades costeiras, desertificação de áreas férteis, derretimento das geleiras e aumento de furacões.

O que fazer para reduzir as emissões de gases de efeito estufa

A maior parte dos gases de efeito estufa vem das ações dos homens, como a queima de combustíveis fósseis para transporte ou energia. Esses gases prendem o calor na atmosfera terrestre, causando um efeito estufa.

Conforme os gases do efeito estufa aumentam, a temperatura da superfície da Terra também aumenta, diminuindo as camadas de neve, aumentando o nível do mar e aumentando as secas e os incêndios florestais.

Quais medidas podemos tomar para reduzir os gases de efeito estufa provenientes das nossas casas, veículos e atividades?

> Neve em Santa Catarina: quando acontece

6 ações que ajudam a reduzir as emissões de gases de efeito estufa

1. Usar menos os automóveis e substitui-los por bicicleta, quando possível.

Ir para o trabalho de bicicleta é bom para o meio ambiente e para a saúde
Ir para o trabalho de bicicleta é bom para o meio ambiente e para a saúde
(Foto: )

2. Tornar a casa mais eficiente em termos de energia, optando, por exemplo, por painéis solares.

3. Economizar água, comprando chuveiros e torneiras de baixo fluxo e máquinas de lavar e lava-louças com baixo consumo de água.

4. Substituir as lâmpadas incandescentes por lâmpadas LED de baixo consumo de energia.

5. Desenvolver um plano para reduzir o uso de eletricidade em casa, incluindo hábitos simples, como apagar as luzes antes de sair de casa.

6. Priorizar a compra de produtos que possam ser reutilizados ou reciclados.

> Minivaca e minianimais que fazem sucesso entre crianças e adultos

Consequências do aquecimento global

Aumento nas temperaturas médias e temperaturas extremas

Um dos efeitos mais imediatos do aquecimento global é o aumento das temperaturas no mundo todo. De acordo com a Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA), a temperatura média global aumentou, nos últimos 100 anos, aproximadamente 0,8 graus Celsius.

De acordo com dados da NOAA e da NASA, desde que a manutenção de registros começou em 1895, 2016 foi o ano mais quente já registrado em todo o mundo, quando a temperatura da superfície da Terra era 0,99 graus Celsius mais quente do que a média do século 20 inteiro.

Consequentemente, as mudanças climáticas provocam, por exemplo, aumento da precipitação (chuva e neve) em todo o mundo. Entretanto, algumas regiões estão enfrentando secas mais rigorosas, o que causa o aumento de risco de incêndios nas florestas, falta de água potável e perda de colheitas.

> Data magna em Santa Catarina é feriado? Conheça o significado

Se o aquecimento global continuar, poderá causar no fim do século:

- Aumento dos níveis do mar entre 26 e 82 centímetros, ou mais.

- Furacões e outras tempestades mais fortes, e secas e inundações se tornarão mais comuns.

Aquecimento global poderá causar ainda mais inundações
Aquecimento global poderá causar ainda mais inundações
(Foto: )

- Menos água doce disponível, porque as geleiras estocam cerca de três quartos da água doce do mundo.

- Proliferação de doenças, como a malária, que é transmitida por mosquitos e doenças causadas pelo Zika vírus.

- Mudanças nos ecossistemas. Por exemplo, animais, como os ursos polares, não poderão se adaptar às mudanças e poderão entrar em extinção.

> Vinagre de maçã ajuda a emagrecer? Conheça os benefícios

Derretimento das geleiras

O derretimento de gelo é uma das principais evidências da mudança climática.

O gelo marinho do Ártico, por exemplo, alcançou níveis recordes no outono e no inverno de 2015 e 2016. O derretimento significa que há menos gelo marinho consistente que permanece por muitos anos. Isso quer dizer que menos calor é espelhado de volta para a atmosfera pela superfície brilhante do gelo e mais calor é absorvido pelo oceano mais escuro, criando um ciclo de retorno que provoca ainda mais derretimento, de acordo com a Operação IceBridge da NASA.

> Baba Vanga: veja todas as previsões da vidente que previu a pandemia de Covid-19

Derretimento das geleiras é consequência das mudanças climáticas
Derretimento das geleiras é consequência das mudanças climáticas
(Foto: )

Relatório da ONU sobre o clima

O Relatório do Clima da ONU é desenvolvido pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), órgão das Nações Unidas, que, desde 1988, avalia as mudanças climáticas.

No dia 9 de agosto, o IPCC divulgou o novo Relatório do Clima, que afirma que a constante emissão de gases do efeito estufa já causou sérias consequências para o planeta e causará problemas ainda piores caso não seja reduzida.

Pela primeira vez, o IPCC mede a responsabilidade das ações humanas no aumento da temperatura no planeta.

> Macaco sagui de estimação: conheça o animal silvestre e os cuidados

Seca no Nordeste pode aumentar, prevê Relatório do Clima
Seca no Nordeste pode aumentar, prevê Relatório do Clima
(Foto: )

Nomeado “Climate Change 2021: The Physical Science Basis” (Mudança Climáticas 2021: a Base da Ciência Física, em português), o relatório está dividido por diversas regiões do mundo e aponta que haverá aumento de temperaturas na América do Sul em taxas superiores à média global, aumento da seca no Nordeste e aumento de seca ecológica e agrícola, e mais chuvas nas regiões sul e sudeste do Brasil.

> Lei Maria da Penha: conheça a legislação de combate à violência contra a mulher

Como as mudanças climáticas afetam as temperaturas

Você também pode querer ler

Quanto vale uma medalha de ouro?

Corrida de bandeja? Veja esportes que brasileiros seriam medalha de ouro

Saiba se atletas olímpicos podem beber álcool e entenda mais sobre

O que é o gesto de protesto no pódio das Olimpíadas

Cobra d’água: tudo que você precisa saber sobre

Cobra de jardim: o que tem por trás da espécie

Tem para todos os gostos: descubra os tipos de cogumelos

Pode beber depois de tomar a vacina da Covid?

Como recuperar o paladar depois da Covid

Se nunca ouvir falar, agora vai: saiba o que pansexualidade

Heterofobia existe? Entenda mais sobre o tema

Descubra tudo sobre os tornados em SC

Famosos formados em cursos bem curiosos e bizarros

Já queremos 2022: veja os grupos da Copa do Mundo 

Reinfectados por Covid: veja quem são os famosos que pegaram o vírus duas vezes

Sexo em público é crime? Entenda a sentença

Precisa renovar a CNH? Confira as datas

Bolsa Família 2021; confira o calendário

Semana com apenas 4 dias? Saiba como trabalhar menos e ganhar mais

Colunistas